Alagoas elege sua nova Coordenação

Por Daniela Rueda (Secretaria-Executiva) do FBES

O Fórum Estadual do Alagoas – FAES elegeu seus interlocutores para a Coordenação Nacional do Fórum Brasileiro de Economia Solidária na gestão 2016-2017. Os empreendimentos e entidade que farão este diálogo agora são: (COOPEARTBAN)- COOPERATIVA DOS ARTESÃOS DA BARRA NOV, representada por Lindinalva Oliveira dos Santos Camargos, MULHERES UNIDAS DO PONTAL DA BARRA representada por Edna Andrade dos Santos; e UFAL-Unitrabalho através de Amelia Virginia Lucena Oba.

UBM do Maranhão publica nota de repúdio ao assassinato da líder sindical Francisca das Chagas

Joaquim Dantas para o Blog do Arretadinho (http://blogoosfero.cc/blogdoarretadinho)

A união Brasileira de Mulheres no Maranhão, UBM/MA, publicou nesta quinta-feira (4) uma nota de repúdio ao assassinato de Francisca das Chagas Silva, dirigente do Sindicato dos Trabalhadores Rurais de Miranda do Norte, no Maranhão, assassinada com requintes de extrema crueldade. A sindicalista foi encontrada morta, sem roupas, de bruços na lama, com sinais de estupro, estrangulamento e diversas perfurações no corpo nesta quarta-feira (3).

Confira a íntegra da nota:

Lei de Economia Solidária é aprovada em Curitiba

Por Assessoria de Comunicação (www.cefuria.org.br)

Projeto de lei que reconhece Economia Solidária como fonte de trabalho e renda foi aprovado em segundo turno na Câmara Municipal de Curitiba, nesta terça-feira (2). Lei segue para sanção do prefeito. Os vereadores de Curitiba aprovaram, nesta terça-feira (2), o Projeto de Lei Municipal de Fomento à Economia Popular e Solidária de Curitiba (nº 005.00156.2015). Com 25 votos, a proposta foi votada em segundo turno na Câmara Municipal, e segue para sanção do prefeito Gustavo Fruet.

Bancos comunitários prestam serviços financeiros solidários

Por Cecilia Coelho (Assessoria de Comunicação – Ministério da Cultura)

Isabel Cristina Alves, carinhosamente apelidada de Mãe Isabel, revela como o Ponto de Cultura Caminhos, localizado em Hortolândia, interior de São Paulo, sobrevive ao longo dos anos e a sucessivas crises econômicas: a sustentabilidade. A autogestão, no caso do Caminhos, foi possível graças à adoção da economia solidária. O Ponto de Cultura, coordenado por Mãe Isabel, procura aumentar a autoestima do negro, combater a intolerância religiosa, além de trabalhar com setores de confecção e alimentação.

Acervo digital disponibiliza toda a obra de Paulo Freire

Por Luis Soares (http://www.pragmatismopolitico.com.br/)

O Centro de Referência Paulo Freire, dedicado a preservar e divulgar a memória e o legado do educador, disponibiliza vídeos das aulas, conferências, palestras e entrevistas que ele deu em vida. A proposta tem como objetivo aumentar o acesso de pessoas interessadas na vida, obra e legado de Paulo Freire. Estão disponíveis para download gratuito vídeos de aulas, conferências, palestras, entrevistas, artigos e livros do educador.

A retomada do Conselho e os Desafios para as Juventudes Brasileiras

Por Isadora Candian dos Santos* e Leonardo Pinho**(http://www.infojovem.org.br)

A Central de Cooperativas e Empreendimentos Solidários Unisol Brasil esteve presente na reunião de retomada do Conselho Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social – chamado informalmente de Conselhão, constituído por 92 conselheiros e conselheiras, dos mais representativos da sociedade brasileira, entidades sindicais, sociais e estudantis, representantes das duas centrais de cooperativas do país, OCB e Unicopas.

Economia solidária dá novo fôlego à cultura

Publicado por Cecilia Coelho Assessoria de Comunicação (MINC)

O Distrito Federal abriga, na cidade de Taguatinga, a 25 quilômetros do Congresso Nacional, um polo que incrementa a produção local com base na cultura. Um mercado desativado de abastecimento da década de 1950 deu lugar, na primeira década do século XXI, ao Mercado Sul Vive. Oficinas de teatros, shows e lojas de instrumentos deram vida às ruelas outrora abandonadas.

Fórum Brasileiro de Economia Solidária faz campanha no Avaaz em favor da SENAES

Por Secretaria-Executiva do FBES

O Fórum Brasileiro de Economia Solidária, a partir de hoje está iniciando mais uma etapa em favor da manutenção da Secretaria Nacional de Economia Solidária e da continuidade da Política Nacional, através de coleta de assinaturas na AVAAZ, com a proposta de também divulgar a sociedade como um todo dos últimos acontecimentos envolvendo este tema.

Não vai ter Golpe! Fica Dilma! Avança SENAES!

Por Secretaria-Executiva FBES

{mosimage}

O Movimento de Economia Solidária está em luta pela manutenção e continuidade da Política Nacional de Economia Solidária. Com a regulamentação da fusão entre Ministério do Trabalho e Emprego e Ministério da Previdência Social, prevista para ocorrer no fim do mês de janeiro, a Economia Solidária corre risco de perder seus status de Secretaria Nacional.

Senaes apresenta políticas de Economia Solidária para incubadoras de universidades do Nordeste

Em http://www.mte.gov.br/

Fortalecer e consolidar parcerias e cooperações entre as universidades do nordeste do Brasil que atuam com incubação de empreendimentos econômicos e solidários. Este foi o objetivo do IV Encontro Nordestino de Incubadoras de Economia Solidária (IV ENIES) realizado em Natal, no Rio Grande do Norte. Na oportunidade, a Secretaria Nacional de Economia Solidária do Ministério do Trabalho e Previdência Social (Senaes/MTPS) expôs as estratégias de apoio e fomento à economia solidária realizadas no país e as políticas dirigidas ao desenvolvimento sustentável com combate à pobreza, ao desemprego e no avanço do trabalho coletivo e com autogestão.

Arquivos

Pin It on Pinterest