Por Secretaria-Executiva do FBES

Fortalecer a atuação e incidência do Fórum Brasileiro de Economia Solidária-FBES – este é um dos objetivos pelo qual a Coordenação Executiva está reunida hoje em Luziânia, Goiás. A partir de amanhã (15/03) junta-se as/os representantes da Coordenação Nacional do FBES para refletir a conjuntura interna e externa e a condução de propostas para este período. Também será tema fundamental deste encontro a construção das bases da VI Plenária Nacional de Economia Solidária. Em linhas gerais o objetivo da reunião é:

Fazer uma análise interna, dialogando e construindo parcerias nas bases;

Reflexão e construção de agenda rumo a VI Plenária Nacional de Economia Solidária;

Dialogar e fortalecer as articulações macrorregionais;

Defesa da Política Pública de Economia Solidária;

Fortalecer o movimento de economia solidária.

A importância desta reunião se dá pelo momento de conjuntura que o Brasil vive atualmente, em que a democracia brasileira está ameaçada, via a crise política acirrada pela mídia golpista brasileira atualmente, avanço do sistema neoliberal no Brasil, privatização do patrimônio brasileiro, como exemplo o pré-sal, além da perda de programas e políticas públicas fundamentais a sociedade brasileira, sendo uma delas o rebaixamento da Secretaria Nacional de Economia Solidária – SENAES.

A Plenária Nacional é a maior instância deliberativa do FBES, onde são idealizadas sua proposta, ações e desenho da articulação. Este encontro é realizado a cada 3 anos. Em 2012, o FBES realizou a sua V Plenária Nacional de Economia Solidária, que reuniu mais de 600 delegados, e envolveu a realização de 187 Plenárias Locais e 27 Estaduais de Economia Solidária. Um dos pontos importantes de seu documento é a afirmação da importância da construção dos Planos de Desenvolvimento, traduzidos hoje nos Planos Nacional, Estaduais e Municipais de Economia Solidária.

Nesta Plenária houve a manutenção do FBES como instrumento do movimento de economia solidária, e adicionando em sua estrutura a organização das Macrorregionais, que seriam o espaço de articulação das Regiões.

Leia o documento e saiba mais sobre o FBES – http://e.eita.org.br/vplenaria

Pin It on Pinterest

Share This