No IGay

Dia Nacional da Visibilidade Trans incentiva vítimas a postarem relatos nas redes sociais. Inspirado na campanha feminista #MeuPrimeiroAssédio, que denunciou casos de abusos sexuais e discriminação durante a infância, travestis e transexuais relatam casos de preconceito e abusos desde o reconhecimento da identidade de gênero. Com a hashtag #MinhaPrimeiraTransfobia, internautas relatam os acontecimentos e recebem apoio nas redes sociais.

“Sai chorando do banco pelo constrangimento e me sentindo um animal de circo”, diz Amanda Guimarães ao relatar caso numa agência bancária. “Não somos animais, não estamos em exposição para servir de chacota de gente sem escrúpulos. Chega de transfobia”, completa.

Já Rose Annie conta quando sofreu agressão física, ainda na infância. “Devia ter uns 7 ou 8 anos, minha mãe me flagrou de calcinha…apanhei ate perder a consciencia”, relata.

Pin It on Pinterest

Share This